8/30/2002

IDG Now! - Officer lança computador genérico

Ta, ok... e alguém pode me explicar, por favor, o que diabos é um computador genérico? Se o Serra ganhar no primeiro turno você já sabe: é o computador que se usa nas urnas eletrônicas.
Mario AV no dia 26:
Quem falou que blogs evitam criticar uns aos outros?
Pois é né?
Catei essa do Mordendo os cães de guarda:

The Consortiumnews.com: Bush's Conspiracy to Riot
More than three decades apart, two political riots influenced the outcome of U.S. presidential elections. In 1968, protests at the Democratic National Convention in Chicago hurt Democrat Hubert Humphrey and helped Republican Richard Nixon eke out a victory. On Nov. 22, 2000, the so-called “Brooks Brothers Riot” of Republican activists helped stop a vote recount in Miami -- and showed how far George W. Bush’s supporters were ready to go to put their man in the White House.
Mais teoria da conspiração?
Tirei a dica lá do Rafa:

C@T - Parabólica: Atentados ainda envoltos em mistério

Você acha que toda teoria da conspiração é algo sem sentido? pois leia com calma esse artigo e pense a respeito.

8/29/2002

evillage - Editora procura autores de informática

A Editora Berkeley, selo do grupo Siciliano, está procurando autores na área de informática para patrocinar novos lançamentos em títulos da área. Os interessados devem entrar em contato com o gerente editorial Marcos Denega, pelo e-mail mdenega@siciliano.com.br.
Dica para nossos leitores nerds e escritores.:-)

8/28/2002

O Hiro deu a dica para o site que ensina como transformar o drive gravador de CD LG de 32x velocidades para um de 40x. O texto foi traduzido para português de Portugal do site Overclockers Australia. Quem quiser arriscar, talvez ganhe um CD-R mais veloz. Mas é bom saber que qualquer problema pode estragar o firmware do aparelho e ele nunca mais irá funcionar.
Elevador.org - U$ 0.75 por Decoder de MP3

A Thomson Multimedia e a Fraunhofer Gesellschaft, detentoras das patentes relacionadas ao formato mp3 resolveram acabar com a isenção de cobrança de royalties para os decoders de mp3 (leia-se Winamp, XMMS, etc...)

Até então somente os encoders eram afetados pela licença, mas algo fez as duas mudarem de idéia. Resumindo: todo mundo que resolver fazer um player de mp3 deve pagar 75 centavos de dólar por unidade para os donos da patente, o que obviamente inviabiliza grande parte dos projetos Open Source e fatalmente fará o Winamp deixar de ser gratuito. Os criadores do formato Ogg Vorbis agradecem, já que o formato continua livre e a qualidade é melhor. E agradecem mesmo. O CEO da Xiph, Emmett Plant, publicou uma carta de agradecimento à Thomson Multimedia, por dar ao formato ogg um belo empurrão. A RedHat acaba de remover todos os players de mp3 da sua nova distibuição Rawhide que está em desenvolvimento.
Essa atitude é certamente o maior impulso para a adoção do Ogg. É interessante ler a carta do CEO da Xiph.
Do Cabide D'Askhalsa veio a dica desse artigo escrito pelo sindicato dos jornalistas do RS, falando sobre a guerra travada na mídia entre o governo PTista e os setores mais conservadores da sociedade. mesmo que você não goste do PT vale a pena ler, para ver como se articulam as forças que querem manter esse mundo injusto como está e como fica a liberdade de expressão no meio desse rolo todo.

Aliás, cabe chamar a atenção: não tenho qualquer vinculação com o PT. O meu interesse é justamente a forma como o Estado ou empresas podem dominar o dia a dia da gente. Big Brother existe, a gente que não vê.
Seu novo ponto de encontro para conversas sobre tecnologia:

GNU Project Will Use Freenode as Its Official IRC Network
GloboNews - Borland: Galileo será área neutra entre Java e Microsoft

Depois de quase fechar as portas por causa da Microsoft, a desenvolvedora de software Borland está de volta ao mercado e pronta para o próximo round. A Borland, que está no meio de uma reviravolta depois de anos de problemas financeiros e estratégicos, está se preparando para enfrentar a Microsoft em 2003 com novas ferramentas de programação, que permitem que os desenvolvedores criem software para o sistema de operacional Windows da Microsoft e sua estratégia de software .Net.

(...) De acordo com a CNet.com, a Borland tem uma boa chance de se colocar em uma posição sólida com o Galileo, já que é uma das únicas desenvolvedoras independentes. A Borland pretende ser um campo neutor no mercado de ferramentas de desenvolvimento, apoiando os dois principais modelos de programação, os concorrentes Java e Microsoft.Net.
E alguém saberia dizer a quantas anda o Kylix? Prometia muito quando saiu mas até hoje não vi nada significativo feito com o uso dele. No site da Borlandalguns cases, mas um tanto modestos (eu achei).
TecBOL - Sistema operacional Linux ganha espaço nas empresas

(...) Segundo dados do setor, cerca de 20% dos servidores vendidos no ano passado já usavam o sistema, principal concorrente do Microsoft Windows.

Uma das principais razões para o sucesso do "pinguim" —apelido e símbolo do sistema— no meio corporativo é o corte de custos. A crise econômica combinou, na cabeça dos executivos, com o custo zero de licenciamento do sistema e também com as poucas exigências de hardware para obter desempenho.

Segundo dados do IDC publicados pela Reuters, os usuários de Linux gastaram apenas US$ 80 milhões com implantação e manutenção do sistema durante o ano passado, menos de 1% da quantia gasta com outros sistemas operacionais.
Como de costume, aproveito o post para mais uma notinha sobre o mesmo assunto:

Nelson Vasconcelos - Linux avança

A IBM lançou esta semana seu eServer x335, mais um canhão poderoso rodando Linux. Seu carinho pelos sistemas abertos é cada vez maior, e o casamento parece inevitável. Anunciou também um programa de migração do Solaris, da Sun, para Linux, entre seus clientes. Já tem pelo menos 4.600 deles, de vários segmentos e portes, rodando o sistema do pingüim.
Não vamos perder o costume, vamos?

GloboNews - Linux é instalado em PCs de escolas públicas de SP

A Conectiva, principal empresa de serviços em Linux na América Latina, acaba de fechar uma parceria com a Companhia de Processamento de Dados do Município de São Paulo (Prodam) para modernizar os equipamentos das escolas públicas da cidade.

Com esta iniciativa, serão beneficiadas mais de mil instituições (...) Em conjunto com a Secretaria Municipal da Educação (SME), será instalado o Conectiva Linux 8 nessas instituições. A ação deve gerar uma economia de US$ 1,5 milhão aos cofres públicos, segundo informa a empresa. Os computadores terão o sistema Windows e Linux, permitindo que os professores e alunos se beneficiem das duas plataformas e de seus aplicativos.
Viram também que a Caldera resolveu adotar o nome da empresa que fagocitou?

Linux and Main - Adios, Caldera; hello, SCO Group
O Daniel Pádua bate mais uma vez na tecla do uso de blogs como veículo de comunicação no Comunique-se: Dois formatos para o mesmo conteúdo. Eu gostei bastante dessa parte:
Acho estranho - e também um desperdício - não ter visto ainda um caso de um grande jornal de massa que reformulou-se para se organizar sobre uma rede de blogs (internos e externos). O trabalho colaborativo e descentralizado, até mesmo remoto, pode trazer agilidade, economia e mesmo um aprofundamento da presença do jornal nas comunidades que ele cobre, já que microcomunidades de repórteres podem ser formadas com cada vez mais capilaridade.

Mas o desafio, entretanto, é moral: os editores deverão sentir-se confortáveis com o aumento da autonomia de seus colaboradores, e todos os jornalistas deverão perceber que credibilidade tem muito mais a ver com relevância, transparência e autenticidade do que com centralização e linguagem "padronizada" - para não dizer engessada. Talvez, por isso, estas "redes de notícias" venham a se organizar como comunidades sem fins lucrativos - o que, aliás, tem muito mais a cara da Internet.
É uma perspectiva bem interessante para o hype do blog como ferramenta jornalística...
Falando em OpenOffice.org, é no dia 28/08 o lançamento oficial do primeiro beta da versão em português da suite:

Projeto Software Livre RS - Lançamento Oficial do OpenOffice.org Português do Brasil: dia 28/08, as 14:00, em Porto Alegre

A disponibilização desse produto em Software Livre é um esforço de vários voluntários que viram nessa proposta oferecer uma alternativa de qualidade à solução padronizada e monopolista imposta pelo mercado internacional, e traz consigo o aprendizado e capacitação tecnológica necessários ao desenvolvimento da industria de software nacional.

8/27/2002

Info Exame - HP e Dell trocam Microsoft por Corel

No caso a substituição é do Microsoft Office pelo Corel WordPerfect Office. Aqui no Brasil tal troca pode soar estranha, mas nos Estados Unidos é grande o uso de WordPerfect, principalmente em universidades. O que eu me questiono é porque tais empresas não participam do projeto OpenOffice.org? Afinal elees estão trocando uma empresa pela outra, o que faz deles dependentes tecnológicos.
Magnet : A Riaa segue cometendo erros
O especialista lembra que a Riaa sempre adota meios nada convencionais. No caso, até hoje todos os métodos de copyright da associação foram quebrados por hackers. "O problema é que não há segurança total, embora a Riaa a deseje muito. A pouca inteligência da Riaa está em combater a disseminação livre de informação, em vez de utilizá-la como fez com rádios e videoclipes", reafirmou Sadicoff.
Outro erro: quase todas as medidas de proteção partem do princípio que todo cliente é desonesto, e vão contra os direitos que o cliente tem de fazer cópias para uso pessoal. Esse sim, ao meu ver, é o grande erro da RIAA.
Terra: Estudo holandês recomenda opensource para governos

Espero que o governo peruano leia esse estudo...
É sempre bom que usuários do Mozilla dêem uma passada no mozdev.org. Lá estão alguns projetos bastante úteis para o navegador, como o Bannerblind, e outros bastante interessantes, como o Mozblog, o Jabberzilla e o Mozoffice. É pesquisar para encontrar, entre tantos projetos, o que melhor pode lhe ser útil.

O Bannerblind, por sinal, é feito por um brasileiro, o Fabricio Campos Zuardi. A função dele é eliminar banners de sites. Alguns screenshots mostram exemplos dos portais Globo.com, UOL e iG, com e sem banners. Vale conferir.

Já o Jabberzilla é uma versão do Jabber, uma completa solução open source para comunicação instantânea, para o browser também open source. O Jabberzilla fica "acoplado" à navegação. Ainda tem vários bugs, mas o projeto é promete.

Falando em Jabber, algum tempo atrás (mais ou menos um ano) ele não deslanchava. Foi então que a empresa que administra o projeto, a, Jabber, Inc., recebeu um aporte da France Telecom e conseguiu juntar energias para prosseguir. Tudo indica que está funcionando. Veja:

CNET News.com - IBM building emergency IM network

IBM and a consortium of government agencies in the Washington, D.C., area are creating a wireless emergency network that will allow approximately 40 police, fire and safety agencies to communicate in real time via instant messaging and access one another's databases. (...) The instant message application will come from Jabber, while Informant Software will provide the database access system, Blossom added.
No JabberCentral você confere as últimas notícias sobre o comunicador e pode ver todas as muitas versões que fizeram baseadas no código dele, como as para Linux, Java, Windows CE e até SMS. O JabberStudio traz uma relação de links para sites que tratam do programa. Já no JabberPowered você acha os famosos selos "Jabber Powered":



Atualização: faltou citar o JabberView, que lista servidores e respectivas características para você se conectar com o cliente Jabber que utiliza.

8/26/2002

Voto Ético ! Eleições 2002

Acesse e faça o download da Cartilha Voto Ético. Seu voto é algo importante, que não merece ser manipulado por políticos demagogos.
no minimo | Pedro Dória: A TV que observa

Alguém aí disse "Big Brother"? Não, não estou falando do Bambam, mas sim do Orwell.
Terra: Ativistas americanos abrem processo contra "junk fax"

Até onde me lembro já havia uma lei proibindo o spam via fax, visto que o fax usa recursos (papel e tinta) de quem recebe, mas alegaram inconstitucionalidade dessa lei e ela foi revogada. Seria interessante procurar essa história...

8/23/2002

Folha Online - Novo método antipirataria embute "smart card" nos CDs

Ok, visto que o CD toca no computador o pirata pega o mesmo, "ripa" todas as músicas e depois, a partir das músicas gravadas no HD gera outro CD. Ou seja: eles só complicaram um pouco o processo. Isso aí na verdade só serve para aumentar o custo da mídia...
Ok, dê uma olhada nesse banner:



Seria uma brincadeira daquelas sem maiores conseqüências, pegadinha para pegar trouxa na Internet se não fosse um detalhe: há um candidato com número 22400 concorrendo para deputado estadual no Rio de Janeiro. Se foi o próprio candidato que fez isso ou se foi um deslize por parte de quem fez a brincadeira eu não sei, mas não duvido que o cara vai acabar ganhando votos em função dessa página aí...
Pausa para os comerciais:

errorwear: embrace your computer problems

Não, não estou recebendo um tostão para por isso aqui ;-)
NY Times: Faster Chips That March to Their Own Improvised Beat

Idéia interessante: chips sem clock. Vale a pena dar uma olhada nesse artigo (se pedir para se registar não tem problema: "é de grátis").
Quem não chora não mama, já dizia o ditado. Bastou uma pressão sobre os termos contidos no Cadastro Único do Blogger Brasil que disso:
A criação e disponibilização de um blog pelo Usuário utilizando o Serviço, confere à GLOBO.COM e suas empresas associadas, uma licença isenta de royalties, perpétua, irrevogável, não exclusiva, mundial e ilimitada para utilizar, copiar, modificar, transmitir, distribuir e exibir publicamente oblog do Usuário, bem como partes, conteúdo e qualquer classe de material do mesmo, em ações de marketing de divulgação do Serviço ou do Portal. Tal licença inclui a inserção do blog do Usuário em sistemas de busca na internet, a exclusivo critério da GLOBO.COM.
se transformou nisso:
A criação e disponibilização de um blog pelo Usuário utilizando o Serviço, confere à GLOBO.COM e suas empresas associadas o direito de inserir o blog do Usuário em sistemas de busca na internet, a exclusivo a seu exclusivo critério.
O contrato ainda tem umas outras coisas absurdas (como pode ser visto no blog da RossanaFischer) mas depois de ver essa mudança ficam as lições de que fazer pressão adianta e de que dentro da Globo tem alguém antenado prestando atenção no que acontece na "blogsfera".

8/22/2002

Daniel Lafraia dá algumas dicas para quem quer tirar a certificação CCNA, da Cisco. Veja:

Subnetting

Para passar no CCNA, ou melhor, qualquer teste da Cisco (certamente qualquer outro certificado de networking também), você precisa saber como usar adequadamente o subnet mask. Saber mexer com isso, significa que você vai ser capaz de dividir uma rede classe C, por exemplo, em 32 pequenos pedaços. Como fazemos isso?
Confira lá.
De vez em quando pintam entrevistas interessantes no ITWeb, que ficam escondidas lá, devido a pouca fama do site. Achei duas, por exemplo, que não são imperdíveis, mas valem a leitura:

Uma dobradinha no ataque

São muitas as ações da gigante IBM para apresentar o potencial da plataforma aberta em associação com seus produtos, até mesmo com os mainframes. Uma iniciativa importante é a criação de uma equipe latino-americana de vendas e marketing para o tema. Mostramos para o mercado que o sistema operacional aberto é uma realidade”, afirma Marcelo L. Braunstein, gerente de marketing e vendas para Linux da IBM. O executivo, inclusive, lembra que essa plataforma está ajudando a superar o pessimismo do mercado com os vetustos mainframes. Afinal, a companhia registrou no ano passado um crescimento na venda dessas máquinas de, aproximadamente, 11%. Valores que foram relacionados ao Linux.
Essa é legal pois mostra que, além de departamentos criados em torno do Linux em empresas gigantes, já há executivos que defendem o sistema operancional de código aberto. Isso é importante.

A outra é:

O homem que garante a segurança dos produtos Microsoft

Scott Charney é o novo responsável pela estratégia de segurança da Microsoft. Se essa informação o faz perguntar “que estratégia de segurança da Microsoft?”, você pode ter uma vaga idéia do enorme desafio ele tem pela frente...
Muito engraçada essa chamada. A parte da pergunta foi ótima. Mas o trecho crucial da entrevista é a última pergunta:

IW-EUA – Com que rapidez a Microsoft precisa avisar seus clientes sobre as vulnerabilidades de seus softwares?

Charney - A questão do compartilhamento de informações não é apenas com os clientes da área comercial. Esse debate existe na comunidade de tecnologia de informação há pelo menos cinco anos. Se você disser que há uma vulnerabilidade, mas nenhum patch corretivo, estará simplesmente pedindo que os hackers devastem tudo. Por outro lado, mesmo se você não liberar avisos, as vulnerabilidade existentes serão atacadas. Há algum tempo as coisas funcionam assim, mas hoje se discute a necessidade de melhores práticas na indústria de tecnologia. O fato é que ainda estamos em uma corrida contra ao tempo.
Se todos se lembram, a Microsoft é uma das defensoras da idéia burra de que se um bug descoberto não é divulgado amplamente, ele deixa de existir. É a estratégia do silêncio, já que se comprovou que a empresa de Bill Gates não tem agilidade para corrigir bugs. Sabe-se que muitas empresas de segurança ainda adotam o "período ético" de esperar alguns meses, após avisarem a desenvolvedora, pela correção. E, normalmente, só depois de uns 2 meses que elas divulgam a brecha.

Um bom exemplo de como a difusão da descobertas de bugs é importante e, mais, que o open source é rápido na correção, é este aqui:

Delta5 - KDE bate Microsoft na correção de bug no SSL

A falha no certificado de SSL reportado por Mike Benham, que afeta o IE e o Konqueror já foi consertada por Waldo Bastian do KDE.

A correção esta disponível somente no CVS (Concurrent Versions System) (...) Quanto a Microsoft? De acordo com Benham, eles não lhe responderam ainda. Aparentemente, empresas de segurança de verdade nao têm muito tempo...

Por outro lado, a velocidade em que a comunidade open-source passa por bugs de segurança e os conserta, torna-a um bom negócio.
Notícia retirada do no mínimo | Weblog:
Filha do Napster

22.Ago.2002 | Janes Ian foi uma cantora de muito sucesso. Nos anos 1970. E nos Estados Unidos. Mas num tempo em que música country tinha maior audiência, ela estourou as paradas com uma chamada "At seventeen" e levou indicações ao Grammy por conta.

Com toda sinceridade, nunca ouvi nada da moça.

Sua história, no entanto, fascina: Janes Ian estourou de novo. Por conta do Napster. Por conta do revival no qual se viu envolvida, decidiu oferecer músicas suas gratuitamente em seu website para ver o resultado. "A venda de produtos no site saltou em 300% depois que pusemos música para download".

Sua entrevista está no San José Mercury News.

JanesIan.com
http://www.janisian.com/

Q&A: Janis Ian vs. the recording industry on file sharing
http://www.bayarea.com/mld/siliconvalley/3914595.htm
Enquanto isso, aqui no Brasil, é quase impossível achar CDs da Nara Leão nas lojas...
E não é que o Museu do Spam descobriu um monte de coisas interessantes sobre o candidato a deputado federal Antonio Carroça? Simplesmente hilário.
Definitivamente eu não consigo entender esse mundo dos negócios:

Invertia - Microsoft se surpreende com lucros na Argentina

O país está mal das pernas e mesmo assim a Microsoft consegue vender US$ 51 milhões? Esse povo não pára para pensar em outras soluções mais econômicas?
Folha Online - Russos fazem competição de arremesso de teclados de PC

Estressados com seus PCs, os participantes tiveram a oportunidade de segurar o teclado pelo fio e atirá-lo à distância. Mais de cem pessoas compareceram ao evento. (...) Outra "modalidade" adotada durante a competição foi o chute de mouses. Quem atirasse os equipamentos mais longe concorria a um teclado e a um mouse —que, claro, podem participar do evento no ano que vem.
Sugiro a criação da versão brasileira desse evento!:-)

8/21/2002

Tá lá no Cadastro Único do blogger.com.br:
A criação e disponibilização de um blog pelo Usuário utilizando o Serviço, confere à GLOBO.COM e suas empresas associadas, uma licença isenta de royalties, perpétua, irrevogável, não exclusiva, mundial e ilimitada para utilizar, copiar, modificar, transmitir, distribuir e exibir publicamente oblog do Usuário, bem como partes, conteúdo e qualquer classe de material do mesmo, em ações de marketing de divulgação do Serviço ou do Portal. Tal licença inclui a inserção do blog do Usuário em sistemas de busca na internet, a exclusivo critério da GLOBO.COM.
Será que alguém lembrou de avisar os "escritores pop" que eles podem estar dando os direitos autorais dos seus textos para a Globo?

8/20/2002

Plantão Info - Pai do Netscape vende nova empresa à EDS

Marc Andreessen, o inventor do Netscape, não teve muito sucesso em seu último empreendimento, a Loudcloud - que, de 1999 para cá, perdeu 500 milhões de dólares. Mesmo assim, ele conseguiu vender a empresa por 63,5 milhões de dólares para a EDS.
Mas o cara já tinha perdido o "espiríto de aventura" (aquela coisa de pique por novidade, de estar empolgado, ter sempre uma nova aposta no mundo da tecnologia etc) fazia algum tempo. Na entrevista recente que deu ao IDG Now! (eu não a achei pela busca no site) estava naquelas de "pois é, aconteceu, mas passou..."

8/19/2002

Nova versão do blogchalking no ar. E dessa vez o Daniel se puxou mesmo nele...
Wired: Controle da mente
As empresas têm direitos sobre os pensamentos de seus funcionários? De acordo com um juiz do Texas, a fabricante francesa de equipamentos telefônicos Alcatel tem.

Em um caso que percorre o sistema judiciário texano há cinco anos, o juiz Curt B. Henderson, do tribunal distrital do condado de Collin, concluiu que a Alcatel detém a propriedade de uma idéia de software criada por um ex-funcionário seu e que jamais havia sido registrada no papel.

O ex-funcionário Evan Brown disse que a idéia - um programa capaz de traduzir código binário em código-fonte de alto nível - estava em sua cabeça muito antes de ele começar a trabalhar na companhia, e que portanto ele é seu dono legítimo.

O processo começou quando a DSC Communications, que depois se fundiu com a Alcatel USA, abriu uma ação contra Brown em abril de 1997 acusando-o de não compartilhar sua idéia com a companhia. A empresa alega que tinha direitos sobre o projeto porque o contrato assinado por Brown exigia que revelasse todos os inventos desenvolvidos ou concebidos por ele enquanto trabalhava na empresa. O juiz considerou o documento válido e decidiu a favor da Alcatel.

Em seu site, Brown diz que vai recorrer da decisão.
E depois tem gente que acha que o pessoal que se preocupa com a licença shared source da Microsoft está exagerando... Se há juizes que dão ganho de causa como esse para empresas, não é de se estranhar.
Terra: Especialista diz que Lei de Moore ajuda hackers

Essa me lembra aquela do vereador que queria revogar a lei de mercado...
IDG Now! - Intel é processada por causa do desempenho do P4

Se de um lado é Intel mentindo, de outro é a AMD fazendo parcerias com a Microsoft... E o preço do Mac é aquilo: lá em cima, sempre. Comprar computador de quem desse jeito?
IDG Now! - Gravadoras processam provedores por pirataria

Quem olha o título pensa que os provedores estavam hospedando músicas piratas, mas não, o caso é mais sério: eles estavam roteando para um site (Listen4ever) que oferece músicas pirata. Ou seja: as gravadoras estão querendo agora controlar o que um provedor internet pode rotear.
Da Cabide D'Askhalsa vem o absurdo: TV argentina estréia reality show para desempregados. No caso o prêmio não é algo como dinheiro ou carros, é um emprego. Para o setor de RH de uma empresa deve ser boa: dispensa os custos com psicólogos para determinar como o candidato interage em grupos. Agora imagina se a moda pega...
HotBits: Europa cria sua própria versão do DMCA
Entre as propostas de copyright estão a perda de alguns direitos do consumidor. Se uma pessoa compra um CD e ele não é reconhecido no computador, o problema é dele. O fabricante terá todo direito de limitar a liberdade do seu consumidor.
Absurdo, simplesmente absurdo... Espero que os cidadãos europeus se mexam e pressionem os seus politicos para que uma coisa dessas não passe.

8/16/2002

Xbox Linux Project - Linux successfully operating on Xbox for first time

Today the Xbox Linux project (http://xbox-linux.sourceforge.net/) announced that it had succeeded in fully booting Linux on the Microsoft(R) Xbox(TM) Gaming System. The free operating system Linux is able to be booted either from flash memory, or (more easily) from a CD inserted into the machine. (The Xbox still needs to have a modchip fitted to allow it to run unsigned code; however these are widely available and start from $30).

This is a landmark in the struggle for control of the Xbox, which features PC-like hardware, an Intel(TM) CPU, a standard hard disk drive and DVD drive. Microsoft had been counting on the purchasers of the Xbox remaining passive consumers of paid-for content, and they additionally plan to market a paid-for walled community ISP service for the boxes later this year, known as 'Xbox Live'. However with the first release of Xbox Linux, consumers will soon have a choice to connect to the normal Internet, using normal browsers, and run any Linux programs for free. They will also be able to play any audio (e.g. MP3) and video content they choose without restrictions.
Sim, tudo indica que é verdade (e não uma piada de 1º de abril "atrasada"). Tem até alguns screenshots. Veja:



Eles conseguiram mesmo:

16 August 2002: Xbox Linux 0.1 available for download. Really. No video, but telnet and http. README, ISO, ROM, source, Press Release.
Algum leitor do Don't Believe The Hype que é dono do console da Microsoft se habilita a fazer o teste?:-)
uwstudent.org: UW receives first $2.3M from Microsoft alliance

A Universidade de Waterloo, no Canadá, firmou uma parceria com a Microsoft: em troca de um fundo de 2,3 milhões de dólares a universidade trocará, na cadeira de introdução à programação, a linguagem de C++ para C#. A grande questão que fica no ar é: tal mudança se justifica sob o ponto de vista educacional?
Digito: Quebra na venda de CDs não se deve só à pirataria
Um estudo da Forrester defende que a pirataria não é a principal causa da quebra nas vendas de CDs e considera que a indústria discográfica está a explorar mal o mercado de música digital.
De fato é muito mais fácil botar a culpa no M3 do que na própria maneira que as gravadoras conduzem seus negócios, valorizando o jabá e a massificação extrema.
Pois é, a questão de alguns anos atrás a Microsoft liberou uma série de fontes TrueType especialmente otimizadas para a web, que podiam ser baixadas de graça do site deles. Sim, podiam, pois agora em agosto foi tirada a opção de download:
Free downloads - TrueType core fonts for the Web

Web fonts program discontinued

Microsoft's TrueType core fonts for the Web are no longer available for download from www.microsoft.com.

Looking for free, shareware or commercial fonts?

Please visit our Links, news and contacts section, featuring daily typography news headlines and access to a constantly updated database of over 600 type and typography related sites on the Web.

this page was last updated 12 August 2002
Pois é, né?

Update: só para constar, a licensa das fontes permitia livre redistribuição. Logo você pode obtê-las aqui.
UOL Inovação: Indianos solucionam problema matemático milenar

No caso, ao que tudo indica conseguiram criar uma forma eficiente de determinar se um número é realmente primo ou não. Com isso importantes aplicações, principalmente na área de criptografia, vão ganhar um impulso enorme. Mas o que realmente chama a atenção é que a solução encontrada é simples, podendo ser expressa num algoritmo de poucas linhas, e foram dois estudantes de graduação (junto com um professor) que a encontraram. Como disse um especialista em números primos:
Esta é a verdadeira importância do trabalho do trio. O fato de estudantes não formados, trabalhando em seu projeto de fim de ano, poderem solucionar um enigma tão antigo levanta a possibilidade de que outras soluções simples para grandes problemas matemáticos podem ter sido ignoradas. "É um lembrete de como podemos ignorar as coisas simples".
Aliás, eram estudantes de ciências da computação, não de matemática ;-)
RSSficado citado como uma ferramenta no JB Online: Blog turbinado
IDG Now! - Dell fecha trimestre com lucro de US$ 504 milhões

Apesar da crise geral, a segunda maior fabricante de PCs do mundo encerrou o período com lucros de US$ 504 milhões (...) A receita também aumentou, passando dos US$ 7,6 bilhões em 2001 para US$ 8,5 bilhões.
A Dell está provando que tem tudo para se tornar a maior fabricante de PCs do mundo. Por enquanto está atrás da HP/Compaq, mas consegue surpreender sempre, seja com os balanços bilionários ou com a simpatia do fundador Michael Dell, de apenas 37 anos. Aliás, ele deu uma ótima entrevista na edição do dia 26 de junho da revista Veja. Alguns trechos interessantes:

Veja – Qual é sua rotina de trabalho?
Dell – Eu me levanto às 6 horas. Saio para correr ou andar de bicicleta e chego ao escritório por volta das 8. Trabalho até as 6 da tarde, volto para casa e janto com minha família. Trabalho um pouquinho mais e vou para a cama dormir. Isso quando não estou viajando. Passo, no mínimo, um mês por ano fora dos Estados Unidos.

Veja – A maioria das pessoas sonha em ganhar milhões para não fazer mais nada. Por que o senhor ainda pega no pesado?
Dell – Para quem nunca trabalhou numa grande companhia que não pára de crescer, é difícil explicar quanto é divertido. Mas eu garanto que é realmente o máximo. Adoro analisar as oportunidades de crescer, de expandir os negócios para novas regiões. Valorizo as chances que tenho de aprender cada vez mais. Não dá para ficar parado à beira da piscina. Não se trata de dinheiro apenas. Se quisesse, poderia ter me aposentado há quinze anos. Não tenho a menor intenção de tornar-me um novo Henry Ford. Trabalho para que a economia seja mais eficiente.

Veja – A maioria das crianças brasileiras não tem acesso a um computador em casa. Como o país pode mudar isso?
Dell – Com educação. A escola é fundamental para proporcionar os novos instrumentos e desenvolver habilidades. É o único lugar em que as crianças menos favorecidas podem ter acesso às novas tecnologias. Assim como a escola treina os alunos em matemática e português, também deve oferecer os instrumentos necessários para as crianças poderem progredir profissionalmente. O Estado tem um papel importantíssimo nesse processo.
E não é só no mercado de PCs que a HP vai bater de frente com a Dell:

Cidade Biz - Dell pode desafiar hegemonia da HP no mercado de impressoras

A Dell está estudando saídas para a estagnação do mercado de computadores pessoais, e pode desembarcar no setor em que a HP é líder. A idéia de produzir impressoras está sendo avaliada pela gigante de informática (...) Uma disputa pelo mercado de impressoras poderia fazer com que Michael Dell, o principal executivo da empresa, cumprisse a promessa de dobrar a receita de US$ 31,2 bilhões do último ano fiscal.
Se isso rolar, a briga vai ser feia.

Acho que enquanto a HP está se reestruturando depois da fusão com a Compaq, a Dell está levando vantagem. Imaginem os cortes, a sinergia que deve estar rolando depois de HP+Compaq. Duas empresas gigantescas virando uma só: arrumar toda burocracia, o pessoal, continuar com o suporte de ambas companhias. Nada fácil. Enquanto isso a Dell está aí, na dela, vendendo como nunca.

Uma outra notícia sobre a HP, cabe aqui:

Cidade Biz - HP quer vender fábrica de PCs da Compaq para Solectron em 30 dias

A HP quer vender para a Solectron a fábrica da Compaq de Jaguariúna. O negócio, cujo valor a empresa não revela, deve ser acertado dentro de 30 dias. (...) Para a HP, trata-se de seguir a tendência mundial de terceirizar sua produção - a empresa não possui nenhuma fábrica no mundo todo. (...) A unidade, adquirida na compra da Compaq, em maio, não se encaixa na estratégia de atuação da HP. Que, embora seja uma gigante da informática, não possui fábricas próprias. É uma tendência mundial, especialmente no setor eletrônico de tecnologia de ponta, que as linhas de produção das grandes companhias sejam vendidas ou arrendadas a empresas especializadas em fabricar a custo baixo e só imprimir a marca da contratante nas máquinas.
Enquanto isso, a disputa pelo mercado brasileiro de computadores continua nesta outra notícia aqui (caramba, quanta notícia, hehe):

Cidade Biz - Metron bate a Itautec e fecha 1º semestre na liderança do mercado

A Metron bateu a Itautec no segundo trimestre e reconquistou a liderança do mercado de PCs, segundo números ainda não divulgados pelo instituto IDC. A Metron vendeu 98.237 máquinas no período, o que lhe rendeu uma participação de 6,5%, contra o share de 5,2% obtido pela Itautec. Os números correspondem às vendas de computadores pessoais.
E quem disse que o PC iria morrer? Tudo bem que surjam novas opções com grande potencial, mas decretar a morte desse bicho é mesmo coisa de quem não vê como é o mercado. Pois, imagine, a quantidade de pessoas no mundo que não têm computadores é enorme. Até agora, tudo o que se relaciona a tecnologia pessoal e internet passa por desktops (PC ou Mac, nesse caso). O que estão tentando, e isso é válido, é diluir em um aparelinho aqui e outro ali, a internet e todo o potencial de um PC. Mas enquanto não surge nada que verdadeiramente não substitua um equipamento que não deixa a desejar na hora em que você precisa de tudo (internet, games, textos, imagem, multimídia etc), o PC não vai morrer. Por isso, as pessoas que ainda não tem computadores, não podem, na hora que conseguem investir em tecnologia pessoal, comprar logo um Palm. O Palm ainda é limitado demais para introduzir de maneira significativa essa pessoa no mundo da informática. Por isso, pensp, a solução ainda são os PCs.

Como falamos bastante de Dell e de PCs durante todo este longo post, vale a última notícia:

Elevador.org - Dell não vai colocar o Windows como padrão em seus PCs

A Dell anunciou hoje que não vai mais instalar o Windows *necessariamente* nos PCs que vende. A partir de agora, os usuários podem escolher...

A Dell não vai oferecer outros sistemas operacionais, mas agora é possível comprar as máquinas da Dell sem nenhum sistema operacional. Em alguns modelos, a Dell vai fornecer o sistema FreeDOS. Mas nem esse vai vir pré-instalado.

Tudo isso por causa da nova política de licenciamento da Microsoft, que é fruto do processo anti-truste.

A Dell disse que existe uma grande demanda por PCs sem sistema operacional pré-instalado
Ufa! Acabou.

8/15/2002

GloboNews.com - Godzilla processa site e pode ameaçar o Mozilla

O dono da marca registrada Godzilla mandou uma carta-ultimato para o pequeno site de blogs Davezilla, causando preocupação de que o Mozilla.org, patrocinado pela AOL Time Warner seja o próximo alvo do monstro japonês. A carta, enviada pela empresa de advocacia americana Seyfarth Shaw em nome da empresa japonesa Toho, alega que o site Davezilla de Dave Linabury quebra a marca registrada ''Godzilla'' da Toho no nome e no mascote com forma de lagarto.

(...) Existem cerca de mil outros domínios registrados com o sufixo "zilla", mas o Mozilla esteve entre os primeiros a fazer o cruzamento entre o navegador "Mosaic" e o sufixo do monstro japonês.

(...) Um analista legal disse que a Toho está atacando um oponente pequeno, o side Davezilla, para fazer dele um exemplo e obter uma decisão legal favorável que ajudaria a processar empresas maiores e mais fortes, como o Mozilla.
Elevador.org - HD Alto-falante

Que tal transformar o seu HD pifado num alto-falante? Não parece ser difícil se você tem alguma experiência com um ferro de soldar. O som não é lá essas coisas (...) O cara que inventou isso tem alguns vídeos em divx mostrando os hd-speakers em ação.
Quem é bom de achar essas coisas loucas é O Velho, como, por exemplo, o ursinho switch, a mosca webserver, o cara que botou MP3 no carro dele, um gabinete feito de tubos de cobre e o PC torradeira.
Elevador.org - Warchalking Brasil!!

O Elevador.org orgulhosamente apresenta... Warchalking Brasil! O local para os wardrivers & chalkers nacionais... Temos links, fórums, how-to's, etc e tal.. e muito mais ainda está por vir... onde? Aqui! Aproveitem.
O logotipo também ficou legal:



Isso é muito legal. Isso é vanguarda. E quem tá por fora de wi-fi e warchalking, um texto legal sobre o assunto apareceu hoje:

UOL Mundo Digital - Warchalking é a contracultura na era da Internet

Você talvez já tenha lido a respeito na imprensa. Se não, lerá em breve. Marcas misteriosas de giz aparecendo nos pavimentos de todo o mundo mostram onde existem nódulos de acesso sem fio e de banda larga à Internet que qualquer pessoa dotada de um computador portátil pode empregar para obter acesso à Web por conta de terceiros.

A idéia que embasa essas marcas surgiu 70 anos atrás, na era da Grande Depressão, quando os mendigos dos Estados Unidos desenvolveram um código secreto para dizer uns aos outros que casas eram amistosas e ofereciam alimento e abrigo e que casas soltavam os cachorros contra os pedintes. A prática era conhecida como "warchalking" ("giz de guerra"), e as novas marcas são seu equivalente moderno.

(...) Por que usar giz? O material não causa dano, e assim não representa violação da lei. Também precisa ser renovado em intervalos de uns poucos dias, o que é bom quando o nódulo provavelmente desaparecerá em curto prazo, assim que o proprietário descobrir o que todo aquele pessoal com laptops está fazendo em frente ao seu prédio.
Pois o Nemo Nox soltou uma que dá pena no por um punhado de pixels:
Demorou mas apareceu alguém afirmando ter um weblog mais antigo que o meu. A diferença é só de um mês, mas faz da Viviane Menezes a primeira blogueira brasileira, o que de certa forma é até um alívio. Tem muito mais graça ser destacado pela qualidade que pela antiguidade, e o rótulo de pioneiro já estava um pouco desbotado. O que a reportagem da Play esqueceu de mencionar é que a Viviane talvez também tenha sido a primeira brasileira a publicar fotos topless no seu weblog, no início de 2001. Felicitações duplas, Viviane!
Olha, o momento é perfeito para fazer um trocadilho e dizer que o Nemo Nox é um despeitado. Primeiro esse comentário sobre ela ter mostrado os seios é de uma grosseria sem tamanho, e depois ele vem com esse discursinho de qualidade, dizendo que nem é tão importante assim o fato de ser o primeiro. Pois quem frequenta a lista Blogueiros sabe muito bem que a coisa não é assim e sabe que ele sabia desde março do ano passado que a Vivs tinha publicado um blog antes dele:
De: "Nimpha"
Data: Sex Mar 16, 2001 5:48 pm
Assunto: Re: [blogueiros] Genealogia...
(...)
Pois é (Fer, ainda tenho uns posts que me mandastes sobre isso na brein, que pretendo te enviar de volta com mais uns comentários a respeito este fim de semana, desculpa a demora,viu?), eu matenho sites desde Março de 1995, todos sempre foram pessoais e no estilo diário. Até 1999 fazia só em inglês. Participava de uma comunidade americana de "diarists and journallers", pessoas que mantinham diários na internet (uma boa fonte é http://www.diarists.net ou diarist.net, algo assim), e foi desse movimento todo que depois surgiram as Pitas: http://www.pitas.com
(...)
Viviane

Nimpha - icq 2416482
nimpha@t...
http://www.antropomorphica.com
Sim, o Nemo participava da lista naquela época. Assim, ele ficar com esse discurso de "demorou mas apareceu alguém afirmando ter um weblog mais antigo que o meu" é puro jogo de cena, de quem perde muito da áurea que procura vender.
Tá com um 386 parado num canto da tua casa ou empresa? Então que tal fazer com ele um robô? Para saber como é só olhar o Projeto Robô386.
Se tem uma mania que parece que afeta a uns 80% dos blogueiros é a mania por fotos de gatos. Simplesmente é incrível a quantidade de fotos de gatinhos que tem espalhados pelos blogs da vida. É tanto gato que dá para entender perfeitamente porque o livro Essential Blooging, recém lançado pela editora O´Reilly, tem essa capa:



Aliás, falando em blogs é interessante ver que a Fabiana Bártholo, da Magnet, não entendeu muito bem para o que é o TopLinks ;-) Afinal, quero ver alguém conseguir entender o que é um blog por ali. Melhor seria se tivesse apontado para o Guia de Blog, pro Blog Faq ou pro DicasBOL Weblogs ...
Só para lembrar: se você não está confuso, então está mal informado.
É do Cabide D'Askhalsa a dica: Livro aborda segurança do voto eletrônico. Dá vontade realmente de ler, porque nada me tira da cabeça que essa coisa não é segura porcaria nenhuma. Como eu sempre voto em aberto, declarando meu voto, não me importo muito, mas e em lugares que há pressões politicas, como é que fica a questão da segurança de quem vota?
A Pl4y fez justiça: Viviane Menezes, do White Noise, é - mesmo - a pioneira em weblog no país



Além de realmente ser a pioneira em blogs no país ela ainda leva a vantagem de ser mais bonita que o Nemo Nox ;-)

8/14/2002

TecBOL - Monitor é ponto fraco do Lince, PC de mesa que vem com Linux

Professores da USP testam o computador fabricado pela Semp Toshiba que traz instalado o sistema operacional livre e é indicado para usuários domésticos e iniciantes
O grande problema é que não há um driver adequado para a placa de vídeo do micro, que utiliza o Conectiva 7. Por isso, foi usado um driver genérico que não permite configurar direito a resolução e as cores. Isso é lamentável. Mas não deixa de ser um primeiro passo interessante, principalmente na indústria nacional.
PC World - Red Hat prepara Linux para desktops

A Red Hat está preparando uma versão do Linux para uso em estações corporativas (...) A distribuidora liberou uma versão beta do Red Hat Linux, de codinome Limbo, que será o primeiro pacote projetado para estações (...) O que está induzindo a necessidade do Linux em estações (...) é a crescente insatisfação com o Windows, que é usado em aproximadamente 95% dos desktops no mundo
Mas a melhor dica relacionada ao Linux no desktop ainda é o OEone, que o amigo Mahna Mahna comentou aqui.
Interessante essa que veio numa Mensagem mandada pelo Cesar Brod, do Projeto Software Livre RS, que está participando da LinuxExpo:
Tem também a Microsoft. Sim! A Microsoft. Não resisti e disse a um dos expositores: "Vou perguntar o que todo mundo já deve ter perguntado: o que vocês estão fazendo aqui?". Ele respondeu: "Estamos aqui para conversar. A Microsoft já errou no passado ao não prestar atenção em tendências. Não vamos repetir o mesmo erro.". Hmm, boa resposta. Alguém lembra da Microsoft ignorando a Internet há alguns anos? Vi a implementação do Unix for Windows, e a compilação do fvwm, com o gcc no Windows. Aí fiz mais uma pergunta, para a qual eles também estavam bem treinados: "Vocês acabaram de demonstrar a efetiva utilização de produtos GPL no Unix for Windows, como a Microsoft vê a GPL?". A resposta: "Podemos compilar toda a base de software GPL no Windows, quanto a licença, a Microsoft acha que ela não faz sentido no que se refere a negócios, mas eu não estou aqui para falar sobre licenças.". E acabou a conversa.
Pois é... Linux está assustando mesmo opessoal de Redmond.

8/13/2002

evillage - Pena de prisão para quem envia spam

Prisão de 1 a 4 anos e multas entre R$ 100 e R$ 100 mil por mensagem enviada são as punições previstas em projeto de lei para os casos de envio de spam, lixo comercial que infesta sem autorização a caixa de e-mail dos usuários de Internet. A proposta, do deputado Ivan Paixão (PPS-SE), deve ser analisada.pelas comissões permanentes da Câmara. Paixão cita estatísticas que apontam que dois terços das mensagens que trafegam na Web são spam.
A curadoria do Museu do Spam comenta trechos do projeto de lei, aqui. Vale conferir.

É o Don't Believe The Hype na luta contra o spam.
A RFC, documento técnico que define padrões na Internet, do email faz 20 anos. A coisa sem graça dessa história toda é que, ao contrário do primeiro telefonema, é que hoje não se sabe o que foi transmitido no primeiro email...
Agosto, mês do desgosto. Não bastasse o Djikstra ter morrido semana passada, ontem morreu um dos criadores da linguagem Simula, Kristen Nygaard, que junto com Ole-Johan Dahl desenvolveu a partir de 1961 essa que é considerada uma das primeiras linguagens orientadas a objeto.
Essa é interessante: OEone, uma distribuição Linux que usa o Mozilla como interface gráfica. A idéia é ter um sistema o mais simples possível de usar e que ofereça o essencial, que é browser, programa de email, editor de textos, entre outros. Sinceramente parece uma distribuição feita sob medida para os meus pais, oferecendo para eles o básico de forma simples.
Terra: Sun Microsystems testa novo mercado com computador Linux

Esse deve ser um dos artigos mais esquisitos que eu já vi... Simplesmente querem passar a mensagem de que a Sun está dando um tiro no próprio pé sem assumir isso. Estranho, muito estranho.
Caramba! O jornalista spammer que se diz perseguido político e o filósofo que diz que o governo FHC é comunista se uniram e criaram o Mídia Sem Máscara. Poderia ser uma boa idéia, se não partissem da premissa que é a esquerda que controla as redações dos jornais... É simplesmente fechar os olhos para o fato de que são os donos dos jornais que determinam as pautas que serão tratadas e como estas serão.

Update: nos comentários o Mikhail Askhalsa coloca que a premissa de que são os donos dos jornais que determinam a pauta é tão irreal quanto o fato da esquerda controlar as redações. De fato os donos dos jornais não vão controloar tudo que é publicado no jornal, mas eles com certeza não irão liberando espaço para jornalistas de esquerda ir saindo escrevendo (ou omitindo) o que quiserem. Mas que é mais provável que o jornal reflita a opinião do dono do jornal que o do jornalista que lá trabalha isso é...
O pessoal do Museu do Spam agradeceu aos que linkaram para o site comentando sobre a absurda tentativa de censura por parte de um candidato a deputado federal spammer, e o Don't Believe The Hype estava no meio. Bem, eu só posso dizer: De nada! E só peço para que continuem com o belo trabalho.
A pergunta que não quer calar: quando o Concatenum vai colocar o selo do Blogs Mortos - O Cemitério dos Blogs no site? Brincando brincando já é uma semana que não é colocado nada, nesse que é um dos meus blogs favoritos...
NYTimes : Keyboard for Those on the Move
A single-handed keyboard, invented by John McKown of Scottsdale, Ariz., must be fitted to the hand, and uses the finger tips and phalanges to type.
Olhando o layout desse teclado para uma mão só eu só consigo pensar numa palavra: tendinite. Não sei por que, mas algo me diz que usar esse negócio de forma rápida deve ser algo que exija muito dos músculos da mão e do braço.
E falando em OppenOffice.org (que é o nome completo do software, não apenas OpenOffice, que é um termo registrado) vale a pena registrar que o pessoal da Unicamp disponibilizou o Sistema Rau-Tu:OpenOffice para quem tem dúvidas.

8/12/2002

Notícias Linux - OpenOffice Extras

OpenOffice Extras é o nome do projeto hospedado na sourceforge com objetivo de ser um repositório comunitário para templates, macros e biblioteca de cliparts. A meta é criar um pacote add-on a ser disponibilizado para download para melhorar as funcionalidades do OpenOffice. Está sob LGPL e será criado através do suporte de usuários do OpenOffice.org.
Mais em: http://ooextras.sourceforge.net/
E, como curiosidade, vale lembrar que o ótimo AbiWord também tem versão para Windows. Assim, junto com o OpenOffice Writer, já há dois processadores de texto open source para concorrer com o monstrengo Microsoft Word.
Cidade Biz - Brasil Telecom assume controle do iBest por R$ 50 milhões

A BrT já possuía 13% de participação no portal desde o fim do ano passado, quando o site foi lançado, e a possibilidade de adquirir seu controle. O que foi feito com um desembolso total de R$ 50 milhões. Deste valor, R$ 35 milhões já haviam sido desembolsados com a subscrição da operadora no aumento de capital do portal - e a conseqüente diluição da participação dos demais sócios da Ibest Company, como o empresário Marcos Wettreich. Os outros R$ 15 milhões foram pagos recentemente. Segundo a assessoria do iBest, Wettreich segue como CEO do portal.
Isso foi só anunciado agora mas, até onde soube, isso já estava no contrato, que apenas tiraram da gaveta. A Brasil Telecom também tem uma participação importante no iG, mas não investe mais pois a parte de acesso e datacenter, que era a que mais lhe interessava, foi vendida há mais de um ano para a Telemar. Ainda corre rumores de que uma fusão entre os portais iG e iBest possa acontecer. Quem sabe?
Mais uma do no mínimo | Weblog que temos que reproduzir aqui para comentar...
A namorada sueca

Circulam pela Internet fotografias de Elin Nordegren, namorada do maior jogador de golfe da história, Tiger Woods. Ela está nua. Woods, no entanto, nega que sejam de fato da moça.

São muito nítidas para confundir. Mas Elin tem uma irmã gêmea.

As fotos
http://www.rock103.com/.../tigersbabe_files/

Net nudes not my girl says Tiger
http://www.news.com.au/.../255E13780,00.html
Sinceramente eu acho que o Pedro Doria estava mais preocupado em olhar pros seios da loira do que para o rosto, afinal é só comparar para ver que é dificil de acreditar que seja até mesmo a irmã gêmea da guria. Mais um meme na rede?
evillage - Is she stoned?
A adolescente Ellen Feiss, estrela de um dos comerciais online da Apple, virou celebridade nos EUA depois que internautas começaram a questionar a sobriedade da atriz durante a gravação do spot. Lançada no final de julho, a campanha apresenta mais de uma dúzia de filmes curtos em formato de depoimentos, no ar em sites americanos. No testemunho de Feiss - que parece ter fumado um baseado - ela reclama do computador do pai, um PC, que travou enquanto ela fazia trabalhos da escola. Assim que sites como o Metafilter notaram que a adolescente "falava lentamente" e que seus olhos estavam vermelhos, a Apple cancelou o filme na mídia, mas que ainda pode ser conferido no arquivo do site da empresa. Imagens de Feiss, ícone para alguns grupos que criaram até fã clubes, aparecem em camisas, xícaras e relógios, itens a venda na Internet. Saiba mais sobre a Feiss no site Wired.
Mahna Mahna complementa: Para quem quer ter uma cópia no HD do vídeo vá nesse endereço aqui.
Terra: Parlamentares dos EUA pedem punição para download de música

Quanto será que custa o lobby da RIAA?
Projeto Software Livre RS - Stallman no MIT : Copyright e Globalização na Era das Redes de Computadores

Tradução da palestra apresentada no MIT no Communications Form em 19 de Abril de 2001. Como tudo o que o Stallman escreve vale a pena a leitura, seja para concordar ou não.
Terra: BeUnited ganha apoio do projeto Open Office

Do jeito que vai o OpenOffice.org vai se tornar o padrão de office no mercado. Tomara :-)
No O Globo saiu uma matéria muito boa sobre WiFi. Vale a pena ler: A liberdade sem fio
E a novela aqui no Rio Grande do Sul continua: o Diego Casagrande muda de provedor (para quem não sabe é um jornalista spammer que se faz passar por perseguido político) e a resposta do provedor é mais do que clara: Procergs diz que não foi persiguição política.

8/11/2002

Bem que o no mínimo | Weblog podia adotar o b2 no lugar do notitia. Assim a gente podia apontar direto para os posts interessantes que tem lá. Como isso não é possível reproduzo um que vale realmente a pena:
Turba inteligente

Em Helsinki, grupos de jovens finlandeses marcam seus pontos de encontro enquanto caminham de pontos distintos da cidade através de mensagens de texto pelo celular. A turma anti-globalização de Seattle organizou seus protestos coordenando websites e celulares durante o tumulto. O presidente Joseph Estrada, das Filipinas, caiu por um movimento que nasceu da distribuição de mensagens de texto.

Em conjunto o fenômeno é o que o escritor Howard Rheingold está chamando de Smart mobs, ou Turbas inteligentes. É o nome de seu novo livro.

Rheingold vê neste princípio de século um embate entre as grandes empresas de comunicação – gravadoras, Hollywood etc. – e a tecnologia. De um lado, a tentativa de regulamentar os usos digitais para que se volte ao padrão antigo. O sujeito consome o que os outros produzem – e só. Do outro, a recusa das turbas raivosas e inteligentes que anarquizam nos Napsters da vida.

Howard Rheingold beira já seus 60 anos. Foi hippie em San Francisco, tomou ácido com Timothy Leary, editou a revista Whole Earth Catalog onde viu nascer os primeiros rabichos das comunidades virtuais. É louco de pedra. Mas respeitadíssimo em suas análises de comportamento social influenciado por tecnologia. Trechos de seu novo livro estão na Edge.

Edge: Smart mobs
http://www.edge.org/3rd_culture/rheingold/

Site pessoal de Rheingold
http://www.rheingold.com/
Power to the people!

8/09/2002

A Hotbits dá o recado: Denuncie spam eleitoral no TSE
Não tinha visto ainda, mas está lá na página de abertura do Google:
In memoriam, Edsger W. Dijkstra, 1930-2002
Homenagem (muito justa por sinal) na capa do Google é coisa que só computer nerd sabe dimensionar.
IDG Now! - EUA reprovam plataforma Passport, da Microsoft
Após investigar as ações da empresa por um ano, a agência concluiu que os serviços do Passport não ofereceram a segurança exigida para armazenar informações do usuário. O órgão disse ainda que a Microsoft coletou mais dados pessoais dos clientes do que sua política de privacidade permitia.
Pois é... Quando você for fazer uma inscrição no Hotmail ou qualquer outro serviço que use o Passport faça como eu: minta.
O Cabide D'Askhalsa lembra muito bem que é mentira a história de que um dos guris que mataram o pataxó em Brasília foi nomeado com louvor no TJ de Brasília e pede para as pessoas não passarem correntes de email adiante sem verificar antes se a informação é verdadeira. Concordo plenamente com o Mikhail Askhalsa.
IDG Now! - Nasa estuda roubo de documentos sigilosos na Web
John Pescatore, analista do Gartner, disse que a revelação desses documentos na Internet é uma coisa muito ruim principalmente porque pode representar apenas a ponta do iceberg. "Muitos documentos de distribuição limitada podem ser reunidos e revelarem informações sigilosas importantes", disse. Outro problema, segundo o analista, é a possibilidade de alguém alterar as informações e colocá-las de volta no lugar descoberto. "Muitas catástrofes podem ser cometidas nesse sentido", acrescentou.
Esta página tem uma característica muito interessante: ela foi feita com código seguindo o padrão XHTML 2.0 que funciona tanto no Internet Explorer como no Mozilla e no Ópera. Não fica exatamente igual de um browser para outro, mas quem se preocupa com essa mania dos designers que as páginas tem que ser sempre idênticas em tudo que é plataforma?
Não uso a rede Gnutella em casa porque minha linha telefonica é uma nhaca, o que torna o uso da rede algo extremamente lento. Assim eu não posso falar muito sobre o PeerCast além do que eu li por ali, mas me parece que é algo muito, mas muito interessante. A idéia? Com o fim por meios legais das rádios online nos Estados Unidos (a partir de uma lei cobrando direitos autorias por músicas transmitidas) foi criado um esquema de distribuir pedaços de streamings pela rede gnutella, possibilitando a criação de rádios livres e descentralizadas, funcionando de forma anônima. Simplesmente genial.
Essa merece o copy&paste integral:

Wired: Nova política da MS irrita consumidores
A nova política da Microsoft para vender seus softwares a empresas pode trazer lucros ainda maiores para a empresa de Bill Gates. No entanto, de acordo com uma firma de pesquisa de mercado, a nova política da empresa está enfurecendo vários clientes, e muitos podem decidir trocar de plataforma para o Macintosh, da Apple, ou para o sistema operacional Linux.

Tradicionalmente, a Microsoft sempre ofereceu descontos às empresas na compra de upgrades para o sistema Windows, a suíte de produtividade Office e outros produtos. As empresas costumam fazer o upgrade de seus programas a cada dois ou três anos, e isso garante um fluxo contínuo de receita à Microsoft.

Agora que um número maior de empresas escolheu manter seus softwares antigos por três anos ou mais, a solução encontrada pela companhia foi sua nova política de garantia de software, na qual os clientes pagam pelo software e pagam uma taxa anual que lhes dá o direito de adquirir uma versão atualizada do produto ao final de dois ou três anos.

"O fato de as pessoas estarem até pensando em trocar de plataforma é algo que nunca vi antes", conta Laura DiDio, analista. "Venho acompanhando a Microsoft há 14 ou 15 anos, mas jamais vi um nível tão elevado de raiva, de insatisfação".
Pois é, não quero dizer nada mas isso me cheira como sendo o começo do fim...
UOL Inovação : Gravadoras adotam abordagem "viral" de relações públicas

O que? Eles vão ficar sabendo quantas vezes a pessoa ouve uma música? E a privacidade, cadê? Mas nem a pau instalo um sistema desses!
Magnet: Australianos podem modificar PlayStation

O governo australiano decidiu que retirar a trava que impedia que CDs comprados em outros países não é ilegal. Assim o consumidor pode fazer uso do produto que adquiriu, independente de fronteiras geográficas. É bom ver que há politicos que olham pro consumidor de vez em quando... Agora é esperar para ver se eles fazem algo referente à limitação em DVDs.
Intel morde a própria língua com novo processador

Pelo jeito finalmente a fantasia do maior clock ser o mais rápido está indo prás cucuias. Mas afinal o que determina que um chip seja mais rápido que o outro? Bem, o clock é importante mas não é só isso. Tem muito a ver com a arquitetura do chip. Imagine que você está com um Fusca e uma Ferrari. Se os dois forem numa mesma estrada na sua velocidade máxima obviamente a Ferrari chega bem antes. Porém, se a Ferrari for por outra estrada e tiver que fazer um caminho maior que o Fusca pode ser que ele chegue depois. Pois isso pode acontecer também com chips, onde determinada instrução é implementados de uma forma não muito eficiente, o que faz com que o resultado seja lento, apesar do chip ser rápido. E é justamente por isso que não fico surpreso quando vejo dizerem que um Mac com metade do clock de um PC consegue em alguns casos ser mais rápido...
no mínimo | Weblog, por Pedro Doria

É, estava demorando mas finalmente o Pedro Doria entregou-se aos blogs de vez. Não basta ler eles, tem que fazer um ;-)
HotBits : Inglaterra entra na onda Wi-Fi

O governo inglês liberou para uso livre a faixa de frequência de 2,4 GHz. Quando será que veremos a Anatal fazendo uma liberação dessas por aqui?

8/08/2002

Dr.Dobb's: Edsger Dijkstra Passes Away

E eis que mundo perde mais um daqueles gênios, que fazem coisas que tornam a vida dos outros mais simples. No caso ele mostrou para o mundo todo que um simples comando podia tornar a programação uma verdadeira macarronada.
Sobre o fato do candidato a deputado federal Antônio Carroça ameaçar o Museu do Spam (sim, O Museu do Spam foi censurado!) é simplesmente imperdível o post do Rafa. E eu não digo isso porque o Rafa tem a mania de likar prá cá de vez em quando não...

8/07/2002

The Register - Win32 API utterly and irredeemably broken

Windows might possibly be the most insecure piece of viral code ever to infect a computer, according to Chris Paget who's found a fascinating hole in the Win32 Messaging System which he believes is irreprarable, and which he posted to the BugTraq security mailing list.
O'Reilly - HighWLAN: A Driving Wireless Network

Coisa de país desenvolvido isso. Nômades que podem construiri uma rede wireless não é coisa para terceiro mundo. Ou será que não é justamente o contrário? É coisa feita sob medida para países pobres, onde grandes empresas telefônicas e provedores gigantescos oferecem serviços podres, com preços às vezes absurdos? Num ambiente desses nada mais interessante que uma rede construida de forma comunitária.
Acabo de instalar o Conectiva 8 numa máquina minha de testes. Já havia feito um upgrade do 7 para o 8 antes, mas essa foi a primeira instalação que eu fiz a partir do zero mesmo da distribuição. E é interessante ver que muita coisa mudou. Se a atualização mantinha diretórios tradicionais (/home/httpd) o mesmo não acontece na instalação a seco (/var/www/default). É um pé no saco isso, até que você lembra que isso é uma coisa do Linux Standard Base e que no futuro em todos as distribuições esse será o padrão. Nessa hora você relaxa, dá um sorrisinho e fica pensando em como o futuro pode ser doce.
[Air-l] History lessons for wireless networks

Wi-Fi é hype, e como todo hype é superestimado. Melhor ler as histórias relatadas aqui antes de se deixar levar pela onda...
JB Online : Fãs mantém BeOS vivo

Quem usou o BeOS sabe: é um sistema muito interessante. Não é a toa que os antigos usuários estão desenvolvendo uma versão código livre.
Recebi esta por email e o Google não retornou nenhuma página com uma cópia dela. Como o texto é interessante demais para ser deixado de lado publico aqui, mesmo sendo meio grande demais. Não repare se os endereços das páginas estão meio estranhos, com vários espaços: é que tive que colocar tais espaços para náo quebrar o layout daqui do blog. De qualquer maneira os lnks estão corretos, bastanto clicar sobre eles para ir para a página repassada.

E boa leitura. Esse manifesto vale realmente a pena:

|=-----------------------------=[ Judgment Day ]=-----------------------------=|
|=----------------------------------------------------------------------------=|
|=-------------------------=[ Free Hackers Manifest ]=------------------------=|

Free Hackers versus "Ethical-Corporate-Hackers"

In respect with the spirit of the manifest Authors will remain forever anonymous. The manifest is offered to the community under the Free Documentation License (FDL) [http://www.gnu.org / copyleft / fdl.html].

--[ Contents
0 - Facts
1 - Accused, to whom the crime profits
1.1 - Software Vendors
1.2 - Security Service Firms
1.3 - Fallacious "hackers"
2 - Defendants, the rights at stake
2.1 - User Land, hear my cry
2.2 - Hacker Space, free as in freedom
3 - Indictment
4 - Verdict
5 - Reference

--[0 - Facts
Some will share, others will keep gems to themselves. We are judge to none. Today some wish to force the ones that shares, not to, for it depreciate the value of greed. We will defend freedom, and fight to preserve the open-space, that air we breath.

-What happened ?-

Once upon a time many of those "Chief Technologists/Hacking Officers" of the flourishing security industry were just a bunch of young pranksters eager for technology. And the pranksters collected into groups lurking on some computing specifics: hacking. Many good things arose from those groups, sweets for the brain. And the groups got respect, for their findings came atop a pyramid of knowledge that every one helped build. Recognition by peers, ultimately being called a "hacker", was the highest retribution. And the kids went to high school to get an MBA, get a car, get a job, get money, try to make an aggressive buy-up on that pyramid, trade it for a buck. In the same course raise of communication and Internet growth had Corporations began to fear those strange pizza-cola eaters: The corporate knowledge, they called "trade secrets", they did not want to trade with hackers - at all. Secret service has a saying: "kiss the hand you couldn't cut", and so corporations cunningly inflated pizzas with money, and some "old school-full disclosure-non profit hackers" turned to security firms belly dancing with software vendors.

-Then-

Some started regulating with "disclosure policies" [1] [2], their publishing of knowledge. Not yet "Non-Disclosure Agreements" though, but a step forward into the semantics. And called it "ethic" ... toward whom ?

-The unthinkable happened-

In a more radical move a bunch tried to -how funny- hack IETF and push for a generic disclosure policy [3]. Can you see that -how strange- Microsoft's employee in the " Aknowledgement " section of the document ? All bullets for the underground, all benefits for the corporate. No commitments to the people. Thankfully IETF reacted strongly, the draft is no more, for now [4].

-A putsch from above-

Helped in that by what once was the "elite", a - pretending - general agreement emerged to restrict hacking publications without "ethical" peer review [5]. They want to moderate your mind, the newsgroups, the mailing lists, all main vectors for public information not in accordance with strong content but with disclosure policies compliance. Legislation is on its way too. Can you say lobbying ? Can you see the ten villains ? This will not go through.

--[1 - Accused, to whom the crime profits

--[1.1 - Software Vendors

Side note: In trying to sell you hype some uses confusion of terms. Very simple psychology: sell shit and call it a rose -or- say the rose is made of shit. It's amazing how many people calls free software programmers "Software Vendors". Don't get confused, one of them is not asking for money. Here's a trade secret: out of a 100 found software vulnerabilities almost 100 will initially come from end users experiencing a bug, and passing the information around (also count disgruntled ex-employees passing code around). There was a time when information couldn't flow, and as an end user you would have to pay to get a patch. Software Vendors are really longing this time. How does "software insurance" smells to you ?

-So they want hackers to adopt "disclosure policies"-

The most candid argument is in warning the vendor will help to get the patch out before the vulnerability hurts. Everyday experience proves this to be a nonsense, because systems are actively exploited LONG before any kind of announcement [6], because vendors can sit for months on an unpublished bug [7].

The reasons why vendors are pushing for "d.p." is ... well more down to earth:
Without vulnerability announcements, products looks more secure: it helps the sales.
Working hand in hand with "ethical hackers" increases the credibility of the vendor: it helps the sales.
Forcing vulnerability authors to help vendors [3] allow them to benefit from a free task force: it helps to cut down the costs.
Asking for a delay between discovery and disclosure lets vendors have a happy face in front of the press. Good press helps the sales.
At last, knowing who authors the advisories helps vendors for more spin control.

--[1.2 - Security Service Firms
You can get software for intrusion detection, penetration tests, firewalling (etc ..) for free [8]. You can read from the Internet all necessary documents on security, and become an expert yourself. Security Service Firms sells consultancy services and security software. Where does the competitive advantage stands ? Mainly in the level of expertise between you and them. Would it help those firms sales to restrict public access to "valuable" piece of information ? It helps their sales to have access to early releases of security issues before you do. It helps to cut down their costs to have the free community research those bugs for them. So they want the community to submit all findings to a central intelligence that would sell early release of information to security firms, whom in turn sells you pattern updates for their tools and try to discredit free projects [9]. Already, they are reports of big gaps between the sending of some advisory to a well known security mailing list and the time it finally get published.

To discourage you from publishing information or to try access it those firms will work with governments to rule it illegal. Saying its military grade secrets [10]. Which also fits political agenda to protect interests of "big business", and further control any free speech that could modify the current balance of power. To force you into buying consultancy you will see those firms soon working hand in hand with insurance companies that require "independent an professional peer review" of you entire computing infrastructure. As we know audit firms reports are the most qualified and trustworthy items one could find. Then, what if running a software would require it to be "tested and approved", as well as the hardware [11] ?

--[1.3 - Fallacious "hackers"

Granted social engineering is part of hacking, you would be surprised how many renown "Ethical Hacker" have so poor coding skills. The truth is they take credit for code anonymous writes, or better even, they say how bad they manage to exploit a bug but they won't publish for "ethical" reasons. The truth is that ruling it illegal to release exploits fits them perfectly, so they can still have you think they are "hackers" when they can't make the difference between a shell code and some ASCII art. On a larger scale its the very understanding of what a "hacker" is that gets compromised. Until recently you would be called a "hacker" by peer review of your work, retribution by recognition of an intellectual elite. In the avail of [3], a "hacker" would not be a skilled individual but someone respectful of the "ethical" rules, accredited by security firms.

--[2 - Defendants, the rights at stake

--[2.1 - User Land, hear my cry

User rights is mostly unheard in the security world. Everyone must have a rightful access to information to protect themselves against vulnerabilities and patch their systems in time. Curiously security firms breaks their own disclosure policies when the affected software is free software [12] [13]. What does that two-face attitude means ? Early release in the event of free software (even before a patch is available), moderated information when money is engaged. Without a warning, users are in a false sense of security. When someone finds a bugs the only certainty is that the bug exists for as long as the software was initially released. As security firms recognize [14], underground exploits exists before any users hear publicly about the bug. Keeping a vulnerability private is just an open door to crackers. Ironically crackers can even be tough new tricks by the "Ethical Hackers", granted they spawn a few thousands bucks for the exclusives [15].

--[2.2 - Hacker Space, free as in freedom

Hacking is a kind of science, and as such should be discussed on its logical basis by anyone that wish to participate where ever anonymously or not. Discovering a vulnerability should not imply obligations of any kind for the discoverer - except publishing it, as an engagement towards the scientific community. Hackers need anonymity for his own personal security - We've seen to many people in trouble with secret service and justice for publishing scientific facts, see the DeCSS case [16] or the Russian e-book hacker [17]. Also, some disclosure policies makes it compulsory for the bug discoverer to help vendors in reproducing and/or solving the bug. This is just not acceptable, discovering a vulnerability should follow military rule: fire and forget. It's not a hacker's job to solve the issue, he's not responsible for the existence of the bug in the first place.

--[3 - Indictment

Free hacking is in danger, not directly by an opposing force, not in a struggle of power, but by ex-hackers that have turn their face from scientific curiosity into greed. The very ones that took part in building the foundations of our common knowledge, want to steal our dreams and wrap it in a shiny paper. The many ways in which they try to enforce control upon free hackers may be found throughout the reading of their "disclosure policies", that includes:

- The infamous "30 days delay" between informing a software vendor of a bug and the public at large -

This is ridiculous and should be a mere "30 days delay" after the initial release of the software before anything gets published simultaneously to all possible audience, because any bug could have been discovered and exploited at any time since then.

- Removal of exploit codes -

Users need to check if their systems are vulnerable: software and version numbers as included in announcement are not enough, a check is mandatory since software programmers often re-use the same code between various software [18]. Hence, between bug announcement and proof of concept code release one could choose for -no more than- a week delay.

- Multi-level moderation -

Usual media used for hacking discussion should never be moderated nor censored for anything else than accuracy. Would the information flow come to a stop, be prepared to wide open your wallet, because those would be the time of the mediocre tyranny. Would some try to enforce their "disclosure" rules upon all, a new hacker network has to arise, totally free. For this purpose we prepare, and invite free hackers to join in the manifest below.

--[4 - Verdict

--- Free Hackers Manifest ---

(1) Licensing

This Manifest is published under the Free Documentation License (FDL) (http://www.gnu.org / copyleft / fdl.html), any publication made explicitly in respect with the terms hereby will also follow the FDL.

(2) Freedom

The author of a published document has the right to remain anonymous, and protect himself from further prosecution or pressure of any kind. His communication should be regarded as a scientific work and treated as such.

(3) Respect of others

The minimum amount of time before a software bug is published can not exceed 30 days after the initial software release, in respect of users protection whom systems are already exposed. Past the 30 days delay of the initial software release a security bug must be published as soon as possible. A delay between the bug announcement and the proof of concept code (if available at the time) must not exceed 1 week for users to test the vulnerability of their systems. Although announcement will be made by all means possible, Free Hackers freedom must be ensured at all times and as such some mediums of information might just be not suitable (as taking contact with vendors directly). The Free Hackers recognize their scientific work was made possible thanks to the contribution of many others and will pursue the construction of that common knowledge for free. The Free Hackers will not participate in actions that goes against the spirit of this Manifest (such as holding restricted details of public announcements for private firms).

(4) Dormant network

A dormant network of Free Hackers is to be built, for this purpose everyone that agrees with the spirit of the manifest is encouraged to add his e-mail ROT-13 encoded (to foil spammers) below with the ones already there, and to show the document on his/her web site as u.r.l. "/Free-Hackers-Manifest.html". Anonymous Free Hackers that wish to support the Manifest are encouraged to do so by having their e-mails added by a fellow Free Hacker on his/her web site. Whenever it will be made clear that traditional means of public information are compromised to the point the above rules are systematically broken (like enforcing any kind of disclosure policies, delaying transmission of information or retaining technical details), the below list of e-mails will be used to activate a Free Hacker Network as such:

(a) Using a web search engine, one will look for every instance of "Free-Hackers-Manifest.html" were he could easily extract a list of Free Hackers e-mail. The web search engine could help in determining the most pertinent lists as being the most linked to, for instance.

(b) The group will work on releasing a client tool for a peer-to-peer network such as the freenet project (http://www.freenet.org), the release name for the tool will be "Free-Hackers-Manifest-.tgz". The tool will be made available by a link on the Manifest web page.

That network will allow for anonymous posting from web based mail client and user base moderation on source e-mails (per original posts and threads).

It must not be possible for any individual to alter the content of any message nor block its diffusion to others.

Spammers will be blocked on the client side, much like one does it with anti-spam code on his mail client, as well restrictions could be set on the number of message one individual is allowed to post per day.

(c) If a group name is required on that network it will be of "Free-Hackers-Manifest".

(5) ROT-13 e-mail list

sbb@one;

-----------------------------

--[5 - Reference

[1] Full Disclosure Policy (RFPolicy) v2.0
http://www.wiretrip.net / rfp / policy.html

[2] Extract from "RFPolicy for vulnerability disclosure",
http://archives.neohapsis.com / archives / vuln-dev / 2000-q2 / 0908.html

> My intent is not to push this policy onto the community. Everyone can
> obviously do whatever they feel like. But *I* will be using this
> disclosure policy in all future security disclosures, and I encourage
> anyone wishing to use or modify it, to do so.

[3] Responsible Vulnerability Disclosure Process,
http://www.ietf.org / internet-drafts / draft-christey-wysopal-vuln-disclosure-00.txt

[4] Bug-reporting standard proposal pulled from IETF
http://www.computerworld.com / securitytopics / security / story / 0,10801,69391,00.html

[5] Re: Remote Compromise Vulnerability in Apache HTTP Server
David Litchfield
http://online.securityfocus.com / archive / 1 / 277259 / 2002-06-14 / 2002-06-20 / 0

[6] Remember when RootShell claimed to be victim from a hack via ssh back in 1998, how long before the first advisories on SSH weaknesses ?
http://groups.google.com / groups ? hl=en & lr= & ie=UTF-8 & oe=UTF-8 & th=9a1078fad663e9e & rnum=1

[7] Compare CVE assignement dates of
http://cve.mitre.org / cgi-bin / cvename.cgi ? name=CAN-2002-0071
and
http://cve.mitre.org / cgi-bin / cvename.cgi ? name=CAN-2002-0079
with
http://www.microsoft.com /technet / treeview / default.asp?url=/technet / security/ bulletin/ ms02-018.asp

Also notice the synchronicity of assignements dates for different research groups, all released under Microsoft the same day.

[8] http://www.nessus.org, http://www.nmap.org, http://www.openwall.com, http://www.snort.org, http://netfilter.samba.org, ...

[9] No pointer - but http://www.nessus.org was not accessible to "unfair companies", which used nessus to generate a lot of cash, without helping the community in any way.

[10] Uniform Computer Information Transactions Act (UCITA)
http://www.arl.org / info / frn / copy / ucitapg.html

[11] Digital rights management operating system
http://patft.uspto.gov / netacgi / nph-Parser ? Sect1=PTO1 & Sect2=HITOFF & d=PALL & p=1 & u=/netahtml/srchnum.htm & r=1 & f=G & l=50 & s1='6,330,670'.WKU. & OS=PN/6,330,670&RS=PN/6,330,670

> A fundamental building block for client-side content security is a secure
> operating system. If a computer can be booted only into an operating
> system that itself honors content rights, and allows only compliant
> applications to access rights-restricted data, then data integrity within
> the machine can be assured. This stepping-stone to a secure operating
> system is sometimes called "Secure Boot." If secure boot cannot be
> assured, then whatever rights management system the secure OS provides,
> the computer can always be booted into an insecure operating system as a
> step to compromise it.

[12] ISS Advisory clarification
Klaus, Chris (ISSAtlanta)
http://online.securityfocus.com / archive / 1 / 278189 / 2002-06-15 / 2002-06-21 / 0

[13] ON THE CUTTING EDGE 2001: A Security Odyssey
http://www.infosecuritymag.com / articles / december01 / departments_news.shtml

> Under the proposal, coalition members would have a 30-day grace period to
> disclose vulnerabilities with law enforcement agencies, government
> agencies and their trusted client. In theory, this will give software
> vendors a head start in correcting the problem before anyone knows it
> exists.
>
> So far, Microsoft has drafted the support of BindView (www.bindview.com),
> Foundstone (www.foundstone.com), Guardent (www.guardent.com), @stake
> (www.atstake.com) and Internet Security Systems (www.iss.net).

[14] Apache HTTP Server Exploit in Circulation
http://bvlive01.iss.net / issEn / delivery / xforce / alertdetail.jsp ? oid=20524
> ISS X-Force has learned that a functional remote Apache HTTP Server
> exploit has been released. This exploit may have been in use in the
> underground for some time.

[15] http://www.blackhat.com / html / bh-usa-01 / bh-usa-01-speakers.html
https://www.worldwideregistration.com / registration / vegas-blackhat-usa.html

[16] DVD hacker Johansen indicted in Norway
http://wneclaw.wnec.edu / faculty / kalodner / courses / softwarelaw / JohansenArrest.html

[17] Russian Author of Adobe eBook Password-Removing Software Held Without Bail, Faces Possible 5-Year Prison Term
http://www.ebookweb.org / news / tech.20010716.elcomsoft.roush.htm

[18] see numerous vulnerabilities announced after initial snmp bug, apache, or bind.

This document is pgp-signed below. Don't trust any claim of authorship unless that individual may produce the necessary PGP keys.

iD8DBQE9LX2siFdkMnNRCv0RAnAKAKCmAo2B/dnUdpahsaPudQsLIiQJKACfQeXV
joLXFpUVRZZQGHCl0VrTyEE=
=OPrO